18/5 a 5/6 - Magia das cores - Simone Santos
Temática revelada através de paisagens românticas, reforçadas e agraciadas por toques de sensibilidade, cheios de movimento e ritmos.

  Paulo Cabral
  Renato Ferrari
  Carlos Domenech
  Sansão Pereira
  Cássio Mello
  José Munhoz
  Bea Machado
  Madiano Tomei
  Zanotti
  Manolo Saez
  Carmem Florà
  Carlos Scliar
  Cecilia Cunha
  Elon Brasil
  Roberto Melo
  Calderon, Manuel


  Marcelo Neves
  Osmundo Teixeira
  Margarita Farré
  Hildebrando Lima
  Santos Lopes


MENNA BARRETO

cadastrado no grupo de pintores

obras expostas na galeria

         

A artista plástica Sônia Menna Barreto, desde 1984, faz da sua produção artística a mais próxima  expressão do homo ludens, o homem lúdico.

Seu espírito criativo buscou terras e personagens que habitam a imaginação das pessoas de todas as idades.

Sua técnica origina-se nos pintores flamengos do século XV, misturando hiper-realismo com minúcias da técnica francesa do Trompe Loeil. Suas obras estão presentes em coleções particulares do Brasil e do exterior.

Sônia Menna Barreto nasceu em São Paulo. Em 1980, começou a freqüentar o ateliê do artista Luiz Portinari, irmão de Cândido Portinari, no Centro de Artes Cândido Portinari. Durante este período, conheceu a vida artística, os movimentos, ouviu muitas histórias contadas por Portinari que conviveu com grandes pintores, escritores e poetas da época. Depois do contato com os trabalhos de Max Ernst, De Chirico, Magritte e Paul Delvaux, a obra de Sônia tomou a direção do Surrealismo. Essa fase foi decisiva para sua carreira, passando a desenvolver seu lado intimista e criativo, solucionando os problemas técnicos e temáticos por si própria sem o acompanhamento de professores.


BRASIL ENTRA PARA A ROYAL COLLECTION

Em outubro de 2002, pela primeira vez uma obra brasileira passou a integrar a ROYAL COLLECTION, pertencente à Família Real Britânica, uma das mais importantes coleções de arte do mundo.
Sônia Menna Barreto participou da cerimônia de entrega de um quadro original de sua autoria no Palácio de Buckingham.